Notícias

Instituto RME alcança novo marco e entra para o ranking 100 Melhores ONGs de 2022

Instituto RME, que capacita e incentiva mulheres em situação de vulnerabilidade social, já atendeu 345 mil mulheres

Publicado em 21 de outubro de 2022

O Instituto RME, o braço filantrópico da RME, Rede Mulher Empreendedora, nasceu em 2017, com os principais focos da instituição na realização de pesquisas, geração de renda e capacitações gratuitas para mulheres em situação de vulnerabilidade. Este ano o Instituto RME alcança mais um reconhecimento, entra para o ranking 100 Melhores ONGs de 2022 e ganha o Prêmio Melhores ONGs.

Desde a sua fundação, o Instituto RME promove projetos sem fins lucrativos em parceria com diversas Organizações Sociais Civis, entre outras iniciativas e projetos. Junto à Rede Mulher Empreendedora captou nos seus cinco anos de existência mais de 33 milhões, que foram utilizados na realização de projetos que ajudaram centenas de milhares de mulheres por todo o país. 

Entre os principais projetos executados pelo Instituto RME estão: Heróis Usam Máscara, feito em parceria com os bancos Bradesco, Itaú e Santander, que gerou renda para mais de 6 mil profissionais de costura, que produziram 12 milhões de máscaras, posteriormente doadas de forma gratuita em comunidades de todo país. O impacto foi reconhecido pelo Prêmio Folha Empreendedor Social de 2020. 

Elas Prosperam, feito em parceria com a VISA, com a proposta de criar redes locais de apoio ao empreendedorismo feminino e atualmente está na segunda edição. Ela Pode, lançado em parceria com o Google, que já capacitou mais de 200 mil mulheres em todo Brasil em mais de 1500 municípios. Potência Feminina, feito também em parceria com o Google, que capacitou e acelerou 50 mil mulheres e 6 mil negócios até seu encerramento.

O trabalho do Instituto já impactou diretamente a vida de mais de 345 mil de mulheres, que relataram ter conseguido alcançar a tão sonhada autonomia financeira e pessoal.

Em uma parceria com a Fundación MAPFRE, o programa Ela Segura ofereceu, além do capital semente, auxílio-alimentação para as mulheres que concluíssem os cursos. Karita Bezerra foi uma das mulheres selecionadas para receber o último benefício, e, para ela “o programa veio no momento em que mais necessitava. Ele melhorou minha autoestima com os negócios e supriu minha necessidade financeira, trazendo conforto alimentar para minha família”, disse ela. Depoimentos como o de Karita são comuns e frequentes neste programa.

Para a fundadora e presidente do Instituto Rede Mulher Empreendedora (IRME), Ana Fontes, é uma honra receber este prêmio que é realizado pelo Instituto Doar em parceria com O Mundo Que Queremos e tem apoio da Ambev. “Esse reconhecimento do Prêmio Melhores ONGs é muito importante. É um daqueles momentos que a gente vê que toda a luta, todo o desenvolvimento da jornada faz sentido. É óbvio que não é só reconhecimento que nós buscamos, é impactar de verdade a vida das mulheres, mas esses reconhecimentos nos ajudam a seguir em frente e fazer as coisas acontecerem”, finaliza Ana Fontes.

Apesar da história estar além dos números conquistados, é preciso agradecer todos os parceiros que apoiam e incentivam a continuidade dos projetos lançados pelo Instituto e que se fazem presentes junto às mulheres que foram salvas de dificuldades financeiras, emocionais e até físicas. E é sempre com o objetivo de ajudar cada vez mais mulheres, da maneira que for necessária, que o Instituto Rede Mulher Empreendedora seguirá lutando para que toda mulher escolha e conquiste seu “futuro melhor”.