Notícias

Rede Mulher Empreendedora e Instituto RME lançam ebook

Material é fruto de pesquisas e estudos realizados por anos na própria RME

Publicado em 10 de junho de 2022

A Rede Mulher Empreendedora (RME) e o Instituto (IRME) – organização da sociedade civil de apoio a projetos de empreendedorismo feminino – anunciam o lançamento do ebook “Empreendedorismos femininos: uma análise interseccional. A partir de uma perspectiva onde se analisa não somente o gênero, mas também os seus atravessamentos nas relações de classe e raça, o material traz à tona questões que transcorrem a vida de todas as diferentes mulheres; assuntos que referenciam seu modo de vida e que devem ser amplamente debatidos, pensados e repensados nas diferentes esferas de tomadas de decisões. O material estará disponível a partir desta sexta-feira, 10 de junho, e é direcionado ao público do IRME e RME.

“A ideia surgiu das pesquisas do IRME, de criar artigos destes dados e com isso iniciar discussões dentro destes recortes e, em um segundo momento, levantar discussões para futuras políticas públicas voltadas às mulheres e ao empreendedorismo feminino”, destaca a presidente do Instituto Rede Mulher Empreendedora (IRME), Ana Fontes.

Com reflexões importantes e diferentes recortes que dão margem ao debate em torno do empreendedorismo feminino, o e-book reúne os acúmulos de toda pesquisa e ação no âmbito do IRME. As especialistas Nana Soares e Gleicy Mailly colaboram com a publicação de artigos que traçam um panorama acerca do empreendedorismo feminino no Brasil. Trata-se de um rico material que explora as possibilidades e os desafios existentes; uma referência para embasar a elaboração de políticas públicas voltadas principalmente às mulheres invisibilizadas socialmente. As duas autoras possuem pontos em comum que interligam seus textos, como a dificuldade do acesso ao crédito para a maioria das empreendedoras mulheres, a importância das redes de apoio, a necessidade urgente de se pensar políticas públicas com recorte específicos para mulheres empreendedoras, além da necessidade de ações estatais e mudanças sociais estruturais.

Responsável pelo artigo de abertura do ebook – “Empreendedorismo feminino, Covid19 e crise do cuidado: a urgência de pensar em soluções” – a autora Nana Soares inicia uma importante discussão sobre o trabalho realizado no âmbito doméstico e que, por vezes, não entra na classificação de “trabalho” dentro dos estudos econômicos tradicionais. As mulheres, além de do gerenciamento do seu tempo entre o trabalho e a família, também possuem uma maior carga de afazeres domésticos. Nana enfatiza que o acesso ao mercado de trabalho e às responsabilidades domésticas têm peso desigual quando comparamos às mulheres brancas e negras, sendo as últimas as que mais encontram dificuldades no caminho. Ela também alerta para uma necessária releitura das relações afetivas não só pelo olhar da heteronormatividade, mas por todos os diferentes tipos de relações possíveis fora da binariedade, limitada somente a relações entre feminino e masculino. 

O e-book segue com o artigo da Gleicy Mailly: “Empreendedorismos Negros: Itinerários de luta por visibilidade e reconhecimento”, que traz as especificidades da população negra, em especial das mulheres. A partir de um recorte histórico de como o empreendedorismo negro surgiu no contexto brasileiro, a autora ressalta que grande parte da população negra ainda empreende por necessidade, dada a dificuldade em se conseguir um trabalho formal. Em diálogo com o artigo anterior, Gleicy ressalta que para as mulheres negras sobram os trabalhos domésticos, justificando assim a necessidade de se olhar com atenção para essa temática.

Serviço

Ebook disponível em: materiais IRME